segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

SIGNIFICADO DE TALMIDIM


TALMIDIM (s.m.pls. = aprendizes, discípulos)

A mera tradução da palavra TALMIDIM (talmid, s.) não é suficiente para esclarecer sua relevância nos dias de hoje.
Precisamos conhecer sua história e seu contexto mais remoto para sabermos exatamente o que ela significa.
Na Galiléia do tempo de Jesus, os meninos em Israel iniciavam seus estudos da Torah aos 6 anos de idade. Aos 10 anos já tinham a Torah decorada.
O ensino era geralmente oferecido por um rabino nas sinagogas.
A partir dos 10 anos de idade, quando encerravam os estudos na escola primária (Beit Sefer) apenas os melhores e mais destacados alunos eram selecionados para a escola secundária (Beit Talmud).
Os meninos que não prosseguiam os estudos eram ensinados na profissão da família.
Os que haviam sido selecionados para dar seguimento aos seus estudos, aos 14 anos já sabiam de cor todas as Escrituras: além da Torah (a Lei de Moisés, composta pelos cinco primeiros livros da Bíblia, chamados de Pentateuco), também os livros históricos, de sabedoria e todos os profetas.
Com essa idade eram também iniciados na tradição oral, a sabedoria dos rabinos acumulada ao longo da história de Israel, e passavam a discutir as interpretações e aplocações da Lei de Moisés.
Aos 14 e 15 anos, somente os melhores entre os melhores estavam estudando, geralmente aos pés de um rabino famoso e respeitado.
Esses pouquíssimos meninos da elite intelectual de Israel eram chamados talmidim (trad. discípulos).
Os rabinos daquela época se distinguiam na maneira de interpretar e ensinar como aplicar a Lei de Moisés.
Cada rabino possui seu conjunto de regras e interpretações. Por exemplo, discutiam o que poderia ou não ser feito para guardar o shabat.
Esse conjunto de regras e interpretações era chamado de “o jugo do rabino”. Hillel e Shamai, por exemplo, eram dois rabinos famosos no tempo de Jesus.
Cada um deles tinha seus talmidim, e muitos seguidores que se colocavam sob seu jugo.
A relação entre um rabino e seus talmidim era intensa e pessoal.
Em Israel havia uma recomendação aos talmidim: “Cubra-se com a poeira dos pés do seu Rabi”.
Isso significava que um talmid deveria observar tudo quanto seu rabino dizia, fazia e a maneira como vivia, pois sua grande ambição não era meramente saber o que seu rabino sabia, mas principalmente se tornar semelhante ao seu rabino.
A relação rabino-talmid era intensa e pessoal, e enquanto o rabino ensinava sua interpretação da Lei e vivia como modelo aos olhos de seus talmidim, cada talmid fazia todo o possível para em tudo imitar seu rabino de tal maneira a que se tornasse igual a ele.
O conceito de talmidim é um dos mais fundamentais do Novo Testamento.
Jesus, o Cristo de Deus, escolheu o sistema rabino/talmid para se relacionar com os seus seguidores.
Assim como os rabinos de sua época, Jesus também chamou seus talmidim.
Com duas diferenças.
A primeira é que Jesus criticou os rabinos seus contemporâneos, afirmando que colocavam um jugo pesado demais sobre seus seguidores, e que eles mesmos não conseguiam suportar.
Eram rabinos do tipo “faça o que digo, mas não faça o que eu faço”.
Jesus, além de viver de modo absolutamente coerente com seu ensino, oferece descanso aos talmidim dos outros rabinos, que viviam cansados e sobrecarregados, e promete aos seus talmidim “um jugo suave e um fardo leve”.
A segunda diferença é que os talmidim em Israel eram meninos extraordinários, uma elite intelectual e privilegiada.
Mas Jesus convida a todos, indistintamente, para que se tornam seus talmidim.
Pessoas comuns, como você e eu, podem seguir a Jesus e viver sob a promessa de que um dia se tornarão exatemente iguais a ele.
Jesus ensinou aos seus discípulos em três anos de intensa convivência.
Convido você a colocar o pé na estrada e me acompanhar nessa aventura de seguir a Jesus como seus talmidim.
referência Bibliografica. Ed. René Kivtz - Talmidim Reflexões diárias

29 comentários:

  1. Muito maneiro, gostei mesmo.
    Acho que ainda vou pregar sobre isso!
    Deus o abençoe!

    ResponderExcluir
  2. O rabino só era considerado "formado" (com autoridade para ensinar sozinho) após os 30 anos de idade.

    Achei este site interessante para complementar o artigo: http://inforum.insite.com.br/o-santo-graal/10422347.html

    Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante está explicação. Deus abençõe!!!

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a explicação! Show!!!

    ResponderExcluir
  5. Acresentou muito no meu conhecimento.

    :

    ResponderExcluir
  6. anildo 49@yahoo.com.br3 de maio de 2013 19:22

    EU NÃO ACHO QUE AINDA VOU PREGAR SOBRE ISSO;
    EU TENHO CERTEZA DE QUE TENHO QUE ME APROFUNDAR MAIS NO ASSUNTO E DAR UMA AULA NA E.B.D.

    ResponderExcluir
  7. minha vida seja assim consagrada a Ti Senhor!!!

    ResponderExcluir
  8. Não colocaram a referência Bibliografica. Ed. René Kivtz - Talmidim Reflexões diárias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi exatamente o que eu lembrei. rs

      Excluir
  9. http://www.youtube.com/watch?v=MJb1ZMplgHY&noredirect=1

    ResponderExcluir
  10. Totalmente coerente com a verdade histórica. Só acredito que na Nova Aliança, sendo um "talmidim", não preciso ficar sob cobertura espiritual ou submissão de nenhum pastor, como alguns pensam, principalmente quando já se tem "barba na cara"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ISSO MESMO, SOMOS TALMIDIM SÓ DE JESUS CRISTO, ELE É A ÚNICA CABEÇA DO CORPO

      Excluir
  11. ótima explicação!

    ResponderExcluir
  12. Interessante, mas faltou a fonte ( fontes). Foi visão? Revelação? Invenção da cabeça? Sonhos de sonhador? Pesquisa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eis a fonte não fornecida..

      http://www.youtube.com/watch?v=MJb1ZMplgHY&noredirect=1

      Excluir
  13. Verdadeiro, histórico, interessante e atraente . Como nos falta este relacionamento LÍDER / LIDERADO em nossos dias, para que haja uma verdadeira formação de caráter e alto padrão de vida cristã.

    Precisamos sim, ANONIMO, estarmos debaixo de cobertura e mentoreamento espiritual. A falta disso é exatamente a causa de termos tantos cristãos despreparados para a vida e para o exercício ministerial.

    Glória a Deus por este ensino .

    ResponderExcluir
  14. olha,muito interessante serviu pra entender o pq que o pr.ed.rené usou esse nome como titulo de um livro.

    ResponderExcluir
  15. Excelente artigo, estas informações vão me ajudar muito

    ResponderExcluir
  16. posso dar essa aula na E.B.D.? amei de coração, fui às lágrimas, que lindo, que maravilha Jesus, Deus abençoe sua vida por tão precioso e ungido texto.

    ResponderExcluir
  17. Que incrível! Com tantas coisas complicadas nos dias de hoje, chega até ser difícil de acreditar que basta pedir ao pai para ser um talmid e pronto. Basta querermos. Qualquer um pode fazer isso. Eu gosto particularmente do "jugo suave e do fardo leve". Obrigado Senhor!

    ResponderExcluir
  18. Há uma semana acordo com essa palavra ecoando em minha mente. Que interessante, nunca tinha ouvido sobre isso e pensava que significava outra coisa. confesso que fiquei chocada ao conhecer o sentido da palavra. Vou me aprofundar no assunto.

    ResponderExcluir